25 de mar de 2009

O Fusca do Grêmio

Imortal tricolor é uma denominação carinhosa que a torcida do Grêmio de Porto Alegre faz ao seu time. Pois essa paixão extrapola divisas e fronteiras. Uma de suas torcidas mais fanáticas está no Oeste de Santa Catarina. Prova disso é a família Fiorini, de Chapecó, que tem um mastro com bandeira do clube em frente de casa e um carro somente para homenagear o clube do coração.O veículo é outro imortal, o Fusca. O patriarca da família, Ary Fiorini, comprou o Fusca há dois anos para levar o neto Pietro para passear. Originalmente, o carro era branco. Meses depois, o pai de Pietro, Marcelo, além dos tios Juliano, Douglas e Alexandre, sugeriram mudanças no veículo. Influenciados pela paixão de Ary pelo Grêmio, os quatro irmãos começaram a incluir ao branco as cores azul e preta. Aí pensaram em adaptar os quatro bancos com o símbolo bordado. A primeira experiência não deu certo e a sobra foi transformada em quatro almofadas. O símbolo do clube foi “baixado” da internet e adesivado na frente e nas duas portas. Na traseira, mais um adesivo, com a bandeira do Grêmio. A buzina traz o hino do clube.– Fiquei três meses trabalhando no Fusca – disse Douglas, o mais dedicado ao projeto.O próximo passo é colocar o símbolo nas rodas. Ary Fiorini comprou o carro por R$ 3,6 mil e, com as adaptações, o custo está em R$ 12 mil. Mas não pensa em vendê-lo. O Fusca personalizado é atração onde quer que vá. Ele só sai de casa em momentos especiais, como eventos da Associação dos Gremistas de Chapecó, entidade presidida por Marcelo desde maio de 2008. O Fusca rodou por eventos que reuniram torcedores gremistas em cidades vizinhas, como Pinhalzinho e Xaxim. Recentemente, fez a primeira viagem interestadual, até Erechim, onde a família assistiu ao Gre-Nal. A viagem, de 110 quilômetros, foi tranquila e levou uma hora e meia. O retorno foi ruim, devido ao resultado adverso de 2 a 1. Mas os Fiorini não desanimaram. – A próxima viagem será para Porto Alegre – afirmou Marcelo. A família espera que o Grêmio chegue às finais da Taça Libertadores. Em 2007, eles foram em excursão assistir à vitória sobre o São Paulo por 2 a 0, que eliminou o time paulista. O Fusca pode trazer sorte. O ano de fabricação é 1982.– Mas o modelo é 1983 – ressalta Ary Fiorini, lembrando o ano das conquistas da Libertadores e do Mundial Interclubes.

0 comentários: