15 de nov de 2008

Fusca arrematado por R$51mil

Fusca é arrematado por R$ 51 mil em leilão em Santos

De A Tribuna On-line
Atualizado às 17h27

Na disputa com o Porsche, o Fusca venceu. Ao menos esse foi o resultado do segundo e último dia do leilão de mercadorias apreendidas pela Alfândega realizado no Terminal de Passageiros Giusfredo Santini, que fica na Avenida Cândido Gafrée, s/nº, no Porto de Santos.
Com um lance inicial de R$ 2 mil, o Fusca foi arrematado na manhã desta sexta-feira por R$ 51 mil, após muita disputa. O comprador foi Pedro Martin, de 68 anos. Morador da Capital, ele trabalha em uma estamparia. O veículo é azul, modelo 2004/2005, 90 Km rodados, importado do México.
Acostumado a participar de leilões, Martin também arrematou um Rolls Royce marrom, ano 1980, por R$ 61 mil. De acordo com ele, o carro com banco de couro, vidro elétrico, ar condicionado e som será um presente para a esposa. O Fusca ficará com ele.
Já o Porsche preto foi adquirido pelo valor de R$ 30.500 por Rodrigo Palace. O morador de Campinas vai levar para casa um carro fabricado em 1982 e equipado com teto solar.
Segundo a Alfândega, foram vendidos 135 lotes em dois dias de leilão, resultando em arrecadação de R$ 5.815.200,00 (ágio de 45% sobre o valor mínimo fixado para os lotes).
Dos 276 lotes constantes no edital de licitação, quatro foram retirados por força de liminar em mandado de segurança, sete por decisão da Comissão de Licitação e 130 não receberam lances.
O leilão foi destinado apenas a pessoas jurídicas e contou com cerca de 130 arrematantes, procedentes de todas as regiões do País, os quais tiveram a oportunidade de adquirir produtos apreendidos em operações de fiscalização aduaneira.
Dentre os lotes arrematados estavam 18 toneladas de sucata de cabos de aço, que foram apreendidas pela Alfândega por serem consideradas impróprias para consumo e comercialização em razão de não atenderem às exigências, 32 veículos (carros e motos), 110 garrafas de vinho e três urnas funerárias.

Os lotes não vendidos serão reavaliados e poderão ser colocados à venda no próximo leilão.

0 comentários: