25 de set de 2008

German Look

O estilo German-Look e sua relação com os automóveis Porsche

A origem dos Fuscas "German-Look" se baseia na tendência alemã dos anos 70 em diante(de forma mais ostensiva, já que pontualmente isso ocorria desde os anos 50) em torna-los veículos compatíveis com as velocidades imprimidas nas autobahnen, já que 160km/h ou mais, como velocidade de cruzeiro de tantos outros carros tornava o besouro sinônimo de algo lento a ser transpassado. Os alemães nada fazem puramente por estética, tudo segue a regra da função e forma nascendo juntas.

Daí a associação com acessórios Porsche foi quase como uma equação previamente resolvida. Lembremos que a similiaridade entre componentes dos dois carros sempre foi grande, partindo da 356 pré A que tinha mais de 50% de itens mecânicos absolutamente iguais, passando pelos modelos B e C que já não conservavam a mesma carcaça de motor, mas ainda sim muitos itens eram intercambiáveis, sem contar suspensões, freios, etc; finalmente chegando nos 911 de 64, que tinha soluções aprimoradas já um pouco mais distantes, mesmo dos Fuscas McPherson que estariam a surgir, mas mesmo assim poderia facilmente ceder itens como peças de acabamento e conforto, freios e rodas por exemplo. Logo surge a 912(1965-1969)que com a configuração 4 cilindros boxer herdada com pouca mudança pela 914(1969-1976) reaproxima o grau de "parentesco" que parecia estar se perdendo, sem contar que eram Porsches mais "baratas". Claro que de início isso pouco ou nada representava aos donos de besouros descontetes com desempenho pois o "barato" ainda era "caro", mas 10anos depois a coisa começa a despertar algo na mente dos mais aguçados...

Pouco a pouco a cultura foi se espalhando de maneira a tornar a prática de transformar um fusca num carro rápido e também seguro, comum não só entre aficcionados. Daí a grande diferença para a cultura americana por exemplo, pois por vezes tais carros alemães podiam estar equipados com mecânicas fortes e seguras mas desprovidos no entanto de tanto apuro estético.
Creio que desde sempre foi comum prover tais carros com acessórios de outras marcas também, como Mercedes e Bmw, porém pouco se intercambiava e quase tudo teria de ser adaptado, então a relação com peças Porsche ou mesmo Vw de modelos modernos, tornou-se quase regra para um German-Look.

Mais tarde e numa corrente paralela surgiu a inspiração baseada nos Fuscas preparados para corridas como a famosa Käfer Cup dos anos 80, de certa forma fundiu-se à cultura que já existia, porém estes geralmente utilizam carrocerias 1302 ou 1303, mais indicados ao uso esportivo principalmente pela evolução da suspensão. Hoje na Alemanha o estilo chamado "Race Look" nada mais é do que um German preparado com gaiola, extintor, bancos concha; são os típicos proprietários que desfrutam dos “sundays track drives” sem abdicar do uso em “rua”.

Com o avanço dos anos a necessidade cedeu lugar para a excentricidade de alguns e paixão de tantos outros que mantiveram a chama acesa da cultura, mais do que isso, aprimoraram de tal forma que equiparavam-se com o grau de perfeccionismo dos Cal-Looks(apesar destes terem sua origem/concepção totalmente diferentes).
Por falar nisso é bom mencionar que os German ganharam também um nicho considerável na preferência norte americana por customização, lá eles levam a sério essa questão da pureza do estilo, talvez até mais do que na própria Alemanha.

Conclusão, um Fusca caracterizado como German pode partir de qualquer Fusca, de qualquer época, nacionalidade, suspensão e tipo de carroceria. A premissa básica é o ganho expressivo de potência aliado a segurança e dirigibilidade. Na carona vem o estilo e o apuro estético que como já dito "pedem" para que seja Porsche, mas há exceções. Na maioria dos casos se vê os exemplares seguindo alguns preceitos do início da tendência, com tudo do bom e do melhor, mas sem extrapolar certos limites. Rodas de 20" com pára-lamas de plástico do dobro da largura original, bem como alteração de contornos de carroceria são intervenções que tornam o veículo um "Custom-Look".
Muitas vezes tais caracterizações(German) podem ganhar implementos e acessórios segundo a época da carroceria, ou seja acessórios de 356 num fusca mais antigo, de 911 num mais novo. No entanto a mescla de épocas, sem exageros, é observada na tendência atual alemã também. Nunca esquecendo freios, suspensões...

Fiz uma seleção daquilo que creio ser bom exemplo. Sabemos que a questão do estilo é um tanto quanto subjetiva, de país para país ainda existem condicionantes que acabam tornando o resultado diferente...mesmo que a inspiração tenha saído de um único ponto.

foto 1) Um autêntico "german by Germany", um 1303 sem excessos. Ao fundo algo mais familiar aos nossos olhos.



foto 2) Não vejo problemas em acessórios onde se misturam épocas(me refiro aos pára-choques), desde que o objetivo seja a simplicidade aliada a técnica.


foto 3) Bom exemplo de como os acessórios Porsche "casam" com a proposta. Você imaginaria um banco de Mercedes aí?




foto 4) Veja que a "musculatura" de um German acaba se evidenciando no aspecto externo, mas a sensação é de que por dentro(escondido atrás da lata) há coisas ainda mais surpreendentes e cá pra nós:-Tem mesmo. German-Look puríssimo.


foto 5) Um German absolutamente "clean", olhando com atenção no entanto parafraseamos que:-Deus está nos detalhes!



foto 6 e 7) No primeiro um visual mais conservador "quase original" exceto pela suspensão, pelas BBS, pelo espelho e provavelmente conjunto mecânico(espero). Depois um 1303 com uma cor mais chamativa que invade o espaço dos cromados e contrasta com o preto fosco.

foto 8) O estilo German-Look inspirando um dono de Karmann Ghia...e que resultado! Quem sabe dosar, combinar e utilizar as peças certas, consegue resultados assim, ou seja, o carro tem de tudo, do bom e do melhor, mas você não consegue se deter num único detalhe, e sim no conjunto. É a chave para o sentido da palavra harmonia.


foto 9-15) Como já disse, a questão de estilo é subjetiva, tem suas variáveis e é comum observar exemplares que fundem elementos. Na Alemanha um German-Look que tenha implementado em si equipamentos de pista como santo-antonio ou gaiola, bancos concha, extintor, às vezes adesivos com "motivos de competição", quase sempre uma suspensão mais baixa, bitola mais larga(que pode obrigar a modificações em pára-lamas) é considerado um Race-Look. Nesse caso existem os levemente modificados(foto 14) ou carros mais alterados, particularmente não gosto.



foto 16 e 17) No Brasil existe eu diria um estilo German peculiar, delineado pelo tipo de carroceria, pelos acessórios disponíveis e pela mecânica que deveria ser a "alma" do negócio mas muitas vezes é mantida original. No entanto acho que devemos considerar as diferenças de condições e culturas parabenizando aqueles que chegam a bons resultados. Além disso há muita mescla também, carros que ficam no meio termo entre um German x Cal ou entre um German x acessórios inadequados(sem citar casos bizarros de motores AP implantados em "master pieces do Dr. Ferdinand".

Nas duas fotos, exemplos que considero bem adequados. Legítimos German-Look, um baseado na carroceria do Itamar com acessórios Porsche, mecânica modificada e um conjunto clean bem agradável. Depois um exemplar 71, um Fuscão Azul Pavão bastante original, com trabalho de suspensão, calçado sobre "baby-fuchs" e pneus especiais.


Abraços
André Franco






2 comentários:

Só fusca disse...

Muito show esta materia. Estava mesmo querendo falar sobre este estilo. Acho que seria interessante, alem de mencionar a pessoa que esta fornecendo este materia, mencionar a fonte, afinal alguem teve o trabalho de levantar dados deste estilo. Abraços!!

fuscaporsche disse...

Apesar de ser apaixonado por fuscas, a tendencia german look agrada muito os fuscamaníacos, eu particularmente fico pirado em ver um fuscão com rodas de porsche e uma mecanica boxer de alta cilindrada!! meu fusca tá quase pronto e vai usar entre outros acessórios porsche um motor de um vw-porsche 914, 2.0 fuçadão!! abraços e cultuem esses brinquedos....